terça-feira, 8 de Abril de 2014

Chips de Maçã


Desde que surgiram no mercado estas maçãs crocantes da Fruut que andava com vontade de experimentar. Contudo o preço daquilo tirava-me logo a vontade: 2 euros cada pacotinho de 60 gr é obra! Com 2 euros compro mais de um quilo de maçãs... está bem que a electricidade gasta no forno também conta, mas posso fazer muita quantidade de cada vez. Compensa!1

Tipo, filhas, vocês não têm ouro em pó.

Por isso, assim que vi as receita das chips de maçã no blogue "As minhas receitas" que decidi que era altura de experimentar! Fiquei fã, são deliciosas e práticas, ideiais para pequenos lanches (ou para comer como se fossem pipocas enquanto vemos um filme!). E é só maçã. A Joana avisa para não se comerem indiscriminadamente... mas eu não consigo!

Desta vez, fiz apenas 3 maçãs (não sabia como iria ser o resultado) mas para a próxima farei em maior quantidade (parecem-me ideiais para comer na viagem de crca de 24h que separa Lisboa de Taizé...)


Ingredientes
3 maçãs

Modo de fazer: 
Descaroçar as maçãs e cortar em fatias fininhas. 


Dispor em tabuleiros forrados com papel manteiga e levar ao forno durante 1h15 a 120ºC.


Deixar arrefecer e guardar em frascos herméticos o tempo que conseguirem controlar a vossa gula!

6 porções
Aprox. 36 kcal por porção

segunda-feira, 7 de Abril de 2014

Feira do Chocolate Óbidos

Já era para termos ido a semana passada, mas o mau tempo assustou-nos. Porém, não podia passar de ontem. nem que nevasse! E foi assim que rumámos à Feira do Chocolate, em Óbidos.
Foi a primeira vez que conduzi tantos quilómetros de seguida, e não me enganei no caminho uma única vez! Estou a ficar uma mulherzinha...

Cá vai então um cheirinho do meu dia:

Eu e o Lacasito

À esquerda, a minha escultura preferida da sala!!! O pormenor posto em cada elemento do Jardim Zoológico é fascinante, há gente com um jeito brutal (desculpem a mancha nas fotos, mas a máquina estava suja e como não reparei, todas as fotos ficaram embaciadas no mesmo sitio...)

Outra escultura que também gostei muito... adoro macacos *.*

Como o tempo estava meio fosco, não andava muita gente na rua. Ainda bem!

Não percebi o propósito deste gorila na igreja, mas gostei muito dele ainda assim!

Por favor, que não chova!!!

Apesar do tempo, a primavera já se faz sentir...

A minha montra preferida! Não resisti em comprar um donuts de chocolate branco e oreo...

Não vos faz lembrar isto?

Um dos macacos da minha escultura preferida (na qual votei, tinha de ser!)

Este crocodilo estava fantástico
Eu e uma montanha de coisas docinhas

A selva!

Nem faltava lá o jipe


Foi preciso muito autocontrolo!

... o que vale é que às tantas começamos a ficar enjoadas de tanto chocolate! (sim, se aconteceu comigo é possível para toda a gente!)

O nosso almoço...

A nossa sobremesa! Morangos biológicos com chocolate derretido. Valia a pena entrarem para verem a livraria de livros antigos.
Uma girafa a espreitar-nos

O terceiro café do dia... eu sei que não se faz, mas o sono era muito!

O meu donut de chocolate branco e oreo. Mnhami!

E por fim, as nossas torres com chocolate quente! 3 euros e tínhamos direito à torre - foi o que salvou a coisa, que o chocolate quente sabia a água da torneira com açúcar, apesar de ser bastante espesso.
Gostaram? Quem teve oportunidade de visitar?

sábado, 5 de Abril de 2014

Obrigada!


Depois de um dia fantástico foi com alegria que vi isto mal abri o computador!!!

Muito obrigada a todos, tanto pela partilha como pelas vossas visitas. Fiquei muito feliz!

Como prometido, farei um giveaway em breve (mas em princípio, só depois da Páscoa!). Estejam atentos ;)

segunda-feira, 31 de Março de 2014

Trufas de tâmaras e sementes de sésamo (crudíveras)


Domingo fui ao workshop da Maria, do blogue The Love Food, sobre os básicos da cozinha vegana. O workshop foi super enriquecedor, valeu mesmo a pena :) Aprendi um monte de receitas novas que mal posso esperar para experimentar...

O Workshop! Vejam lá se me encontram :P
Fonte: The Love Foof

Como o workshop foi na Mercearia Amor Bio, e aproveitei para comprar tâmaras - nos supermercados não se podem comprar, parece que têm ouro em pó! Aqui comprei meio quilo de tâmaras por 3,45 euros... Não é um artigo barato, mas para o preço que às vezes encontro, saíram bastante em conta.

Se calhar as tâmaras pertencem à realeza, por isso são tão caras...
Assim, mal cheguei a casa (ou seja, já passava das 22h, foram os anos do meu avô) pus logo mãos à obra e saíram umas deliciosas trufinhas de tâmaras com sementes de sésamo. 

Ficaram deliciosas mas, para a próxima vou juntar as sementes de sésamo diretamente na massa e não apenas a envolver as trufas. 

Espero que gostem!

Ingredientes
1 cháv. tâmaras descaroçadas
1 cháv. aveia 
2 c. sopa de azeite
1 c. sopa linhaça amarela moída
sementes de sésamo q.b.

Modo de fazer:
Triturar a aveia no robot de cozinha até ficar uma farinha. Triturar as tâmaras até formar uma pasta (fica uma bola pegajosa...). Misturar tudo juntamente com o azeite e com a linhaça e passar pelas sementes de sésamo.
Guardar num tupperware ou num frasco hermético. 
São uma delícia e excelentes para os lanches "entre o metro e o comboio".

Rendeu 12 trufas
Aprox. 115 kcal/trufa

Shortcake de aveia, caramelo e amêndoa - mais um desastre culinário



Às vezes, dou por mim a pensar que tenho muito mais gosto em cozinhar que propriamente jeito. É que são tantos os meus percalços na cozinha! Acho que a principal razão é querer experimentar receitas novas sempre que tenho de cozinhar para alguém ou para algum acontecimento especial, teimo em quebrar regra principal da cozinha, que diz diz que nunca, jamais em tempo algum  se deve experimentar receitas novas para acontecimentos especiais.


Então quando é que experimento receitas de bolos e sobremesas?! Sempre que há bolo, há ocasião especial! Parece-se uma regra com muito pouco sentido prático :P

No pacote da aveia da marca Jerónimo tinha lá uma receita que me pareceu super esquisita: colocava-se colheradas de compota entre a massa do bolo antes de ir a cozer, e cobria-se com água e leite (também antes de ir ao forno). A receita era estrambólica e parecia ter tudo para correr mal. O que é que uma pessoa normal pensaria? Pensava que alguma coisa devia estar mal na receita e nem lhe passava pela cabeça experimentar. O que é que eu fiz? Vamos lá testar esta coisa, e de preferência para a Oração de Taizé da minha paróquia!



Claro que assim que misturei os ingredientes vi logo que havia alguma coisa (ou se calhar, muita coisa!) que não estava bem naquela receita. O que eu tinha parecia uma massa de bolachas. O que iria fazer com aquilo? Foi então que me lembrei do Caramel Shortcake, do blogue "A Culpa é das Bolachas" que tinha publicado no já longínquo Agosto de 2012. Podia experimentar fazer qualquer coisa do género. Foi o que fiz, e correu muito bem! Caramelo e amêndoa tostada também tem muito pouco para correr mal...


Ingredientes:
Base:
200 gr de margarina
150 gr de açúcar
200 gr de farinha
250 gr de flocos de aveia finos
1/2 c. sopa de fermento
1 cháv. de leite
1/2 cháv. água

Cobertura:
1 cháv. amêndoa aos pedacinhos
1 cháv. açúcar amarelo
1 pacote de natas

Modo de fazer:
Misturar todos os ingredientes da base excepto a aveia. Misturar com as mãos de forma a fazer um crumble e juntar os flocos de aveia (fica assim uma pasta consistente). Espalhar por uma forma de fundo amovível com o fundo forrado com papel manteiga, cobrir com a água e o leite e levar ao forno a 150ºC durante 50 min.
Entretanto, fazer o caramelo levando ao lume o açúcar amarelo. Quando o açúcar estiver dourado, juntar as natas e mexer. Deixar engrossar mexendo sempre com uma vara de arames. Tostar as amêndoas numa frigideira por um minuto ou dois (até que fiquem douradinhas) e, quando a base estiver cozida, desenformar e cobrir com o caramelo e com a amêndoa.

E pronto, foi um desastre que até nem correu nada mal...


Rende cerca de 16 fatias
Aprox. 357 kcal/porção

quinta-feira, 27 de Março de 2014

Somos 89! :D Giveaway 100 seguidores


Quando criei o blogue (há quase dois anos!), nunca pensei que tivesse algum dia tanta gente interessada no que eu escrevo. O meu objetivo era partilhar receitas de família, partilhar alguns desastres (que continuam a ser muito comuns!) e aprender muito com outros bloggers. 

Sei que para muitos blogues 89 seguidores não é nada de muito significativo, mas para mim é um número enorme! Estou muito grata a todos vocês, por me visitarem, partilharem receitas comigo, darem sugestões e opiniões e, principalmente, pela vossa simpatia e carinho. Nunca, mas nunca, recebi um comentário desagradável, tanto aqui no blogue como por e-mail. Tenho muito orgulho nisso :)

Hoje, ao olhar para este número tão simpático de seguidores, pensei que seria giro comemorar quando chegasse aos 100. O que vos parece? Talvez seja um pouco tolo, mas também é tolo comemorar a aula 100 quando andamos na escola e muita gente fez isto! 100 é um número redondinho, simpático, e para mim, digno de ser comemorado! É também uma forma de retribuir a vossa simpatia e as visitas a este cantinho na blogosfera plantado.


Por isso, quando o Mãos de Manteiga chegar aos 100 seguidores, prometo que farei um passatempo em que vou sortear coisinhas boas para comemorarmos este feito em beleza! 

O que acham da ideia? Querem ajudar-me?


domingo, 23 de Março de 2014

Bolo Vicente (Bolo de Açúcar Queimado), receita da avó!


Este bolo é um dos meus bolos favoritos. A minha avó costuma fazê-lo numa forma de fogão.  Uma forma de fogão, para quem não sabe, é uma forma especial para em vez de se cozerem os bolos o forno, cozerem-se nos bicos do fogão. Não sei porque é que este bolo é sempre feito pela minha avó numa forma de fogão, e não no forno como é costume, mas o que é certo é que fica delicioso!


Já tinha dito aqui que a minha avó faz sempre uns bolos deliciosos, enormes, fofos e leves, e são mesmo os melhores do mundo inteiro. Talvez por isso, nunca me tinha aventurado a experimentar fazer o Bolo Vicente, apesar de já ter a receita comigo há vários anos. Num dia de chuva (um daqueles que tivemos com fartura este Inverno) decidi andar a ver o meu livrinho de receitas antigas e decidi experimentar.


E não é que saiu quase igual ao da avó??? Finalmente, acho que consegui acertar!


Mas claro, não ficou tão delicioso e fofo como o dela. Será de não ter feito numa forma de fogão? Talvez, mas acho que o que faltou mesmo foi a "mão" da avó. Mão de avó é insubstituível!


Ingredientes
250 gr de açúcar
250 gr de margarina
300 gr de farinha
1 cháv. passas
5 ovos
1 cálice de vinho do porto
1 c. chá de canela
2 c. chá de fermento
1 cháv. de caramelo de compra (eu fiz o meu, levando ao lume 1 cháv. de chá de açúcar amarelo. Quando e derreteu e ganhou uma cor acastanhada, juntei um pouco de água).

Modo de fazer:
Macerar as passas no vinho do porto. Entretanto, bater o açúcar com a manteiga. Adicionar os ovos um a um, batendo sempre. De seguida juntar a farinha, o fermento, a canela, o vinho do porto e as passas. Por último juntar o caramelo.
Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC até o bolo ficar cozido (cerca de 40 min, fazer o teste do palito!).


Espero que gostem :)

Rende cerca de 16 fatias
Aprox. 336 kcal/porção