sexta-feira, 5 de julho de 2013

Crepes de massa de arroz com legumes e tofu e uma visita ao Martim Moniz



O Martim Moniz é daquelas zonas como o Cacém - que têm mais fama que proveito. No fundo, o que se diz do Martim Moniz é mais ou menos o que se diz do Cacém: vais lá e és assaltado. Eu vivo no Cacém desde que nasci, o Martim Moniz neste momento é das minhas zonas preferidas de Lisboa e ainda estou inteira.


As razões que me fazem gostar do Martim Moniz são mais que muitas, mas a principal é que no largo existe uma fonte, árvores, sombra e espreguiçadeiras. E nstes dias de calor (como estava ontem) não há nada melhor do que nos estendermos num sitio à sombra (está lá a dizer que é proibido deitarmo-nos na relva mas tomámos a liberdade de ignorar a tabuleta). Para além de ser um sitio agradável simplesmente para se estar ou passar pelas brasas, também é um sítio excelente para comer: são inúmeras as "barraquinhas" restaurantes com comidas exóticas e não demasiado caras. O Mercado de Fusão do Martim Moniz tem refeições para todos os gostos! 

"Noodles in a box", por apenas 2,5 euros (e se comprarem duas caixas, pagam apenas 4 euros!)

E depois, é toda a diversidade cultural, as pessoas tão diferentes umas das outras, a sensação que acabámos de chegar à China, ao Peru, à Índia. Os supermercados onde podemos comprar produtos orientais e exóticos a preços fantásticos. Quem não conhece, tem de ir lá passar umas horas!


Ontem entrámos no supermercado Hau Ta Li (um supermercado oriental super completo e com preços de fazer acelerar o batimento cardíaco, mas no bom sentido) e não nos apetecia sair de lá - confesso que me apetecia levar tudo e tive de me controlar! Ficaram muitos produtos para levar para a próxima, mas desta vez trouxemos estes:

De cima para baixo, da esquerda para a direita: algas secas, leite de soja em  pó, rebentos de soja frescos, lentilhas vermelhas, molho de peixe, tortilhas de arroz, bolo de sésamo e amendoim (já meio comido eheh)
Hoje ao almoço, portanto, tínhamos de experimentar alguns deles! Como está demasiado calor para passarmos muito tempo encostadas ao fogão, decidimos fazer crepes chineses.
São fáceis de fazer e, se os rechearem apenas com legumes crus, não precisam de cozinhar de todo. Para além de que é uma refeição engraçada para se fazer com os amigos: bastam algumas tigelas com vários legumes cortados às fatias finas, mais alguns legumes cozidos e cogumelos salteados para se servir um almoço em que cada um pode fazer o seu crepe com o que mais gostar.
Crepes de arroz, imensos e a menos de 2 euros
Estes foram recheados com uma mistura de tofu e legumes salteados (receita da minha irmã: esmaguem tofu com um garfo, temperam com alho e molho de soja, salteiem uns legumes e cogumelos com um bocadinho de azeite, juntem-lhe uma colher de café de levedura de cerveja, misturem tudo e voilá), alface, rebentos de soja e pimento amarelo. Com o molho oriental para crepes que fiz num instante, foi o almoço perfeito e a repetir muitas e muitas vezes!

O tofu salteado com legumes da minha irmã

Ingredientes
Folhas de arroz para crepes
Legumes saletados
Legumes crus cortados a gosto (usei meio pimento amarelo, rebentos de sjoa e alface, que era o que tinha em casa!)


Molho oriental para crepes:
3 c. sopa de molho de soja
1 c. sopa de vinagre de arroz
1 c. chá açúcar amarelo

Montar os crepes:
Passar a folha de arroz por água (só mesmo passar levemente, que passado uns segundo torna-se moldável). Estendê-la num prato e colocar o recheio por cima, numa das bordas do circulo.


Dobrar os cantos esquerdo e direito


Enrolar e já está!


Mergulhar no molho para crepes. Entre cada dentada, ir juntando mais um bocadinho de molho no interior do crepe com uma colher. 


São uma delícia!


5 comentários:

  1. Lá estás tu a adulterar o meu tofu! É assim: num pratinho, esmigalhar um bocado de tofu tofu, juntar duas colheres de sopa de levedura de cerveja, alho em pó, pimenta e açafrão. Depois, numa frigideira, colocar uma colher de sopa de azeite e juntar legumes a gosto. Nós pusemos ervilhas, bróculos, cogumelos, milho e rebentos de soja. Depois, colocar um bocadinho de vinho branco, o tofu e deixar cozinhar por 5 minutos. E já está! O tofu assim fica delicioso, e a saber a ovos mexidos, mas melhor! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pronto, já fica aqui a receita então :P

      Eliminar
  2. Adorei tudo perfeito e saudável, tudo perfeito beijos Luci

    ResponderEliminar
  3. Também estive nesse supermercado na sexta feira passada! :-) É um dos meus locais de "abastecimento". E também comprei crepes de arroz, porque adoro fazer este género de crepes. Ficam deliciosos! Normalmente junto-lhes hortelã e coentros frescos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que engraçado! :) Se tivesses ido na quinta ou eu na sexta, ainda nos encontrávamos por lá sem sabermos...
      Vai passar a ser um dos meus lugares de abastecimento, definitivamente! Beijinhos*

      Eliminar

Obrigada pela visita!