sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Queques/Muffins Vegans de Kiwi, Limão e Courgette para os dias bons


Mudou muita coisa na minha vida ultimamente, e são muitos os desafios.

Quando desejamos muito uma coisa (ou várias!), quando elas de facto acontecem...

... quando elas acontecem dá medo! E o medo, como sabem, é o namoradinho da insegurança. Andam sempre de mãos dadas, os desgraçados. Não se largam um segundo.


E tenho tido medo, muito medo. São muitas as minhas inseguranças, validadas pela consciência (crescente!) do quanto ainda não sei, do quão grande é  minha ignorância, do tanto que me falta aprender. Nunca fui muito boa a lidar com as minhas limitações, e agora elas estão por todo o lado, a atacar cada vez que surge um novo desafio. Às vezes o medo quase que me sufoca, e surgem as dúvidas: "Será que é este o caminho certo?", "Será que vou conseguir?", e, o mais frequente: "Estarei à altura?" 

monsters_inside_us_original

E há dias em que estes pequenos demónios barulhentos não me largam, e parece que tudo corre mal, que nada faz sentido. Em que saio de casa de manhã para regressar à noite, em que chove o tempo todo, o carro avaria, em que sinto que andei a correr o dia inteiro mas que não fiz nada, em que sinto que tudo é inútil e que melhor seria dedicar-me à agricultura ou emigrar para Marte.


Nesses dias, quando chego a casa, só me apetece deitar na cama e entrar em coma durante uma semana. Ou, como isso não é muito aconselhável, depois de ignorar artigos para ler e pôr a descongelar o almoço do dia seguinte (que nem para cozinhar há imaginação...) enrosco-me no sofá com uma grande chávena de chá a ver a Música no Coração, enrolada numa mantinha (não se riam, para mim o filme da Música no Coração é terapêutico, ok? Está ali ela por ela com os filmes da Disney...).

O que seria de mim às vezes sem a Fräulein Maria...

Mas depois vêm os dias bons. Em que faz sol e que por isso até sabe bem andar a pé (que o carro continua na oficina...), em que as pessoas sorriem ao passar, que tudo parece fluir com naturalidade, em que consigo aceitar melhor o que acho de negativo em mim, em que o presente e o futuro voltam a fazer algum sentido, em que não andei a correr mas mesmo assim fiz imensa coisa e parece que não fiz nada, que tudo apareceu feito, dias em que consigo improvisar o almoço do dia seguinte com os restos do frigorífico e ainda me sobra tempo para fazer queques. 


E enquanto ralava a courgette, espremia o limão e misturava os ingredientes para estes queques, a janela estava aberta e entrava na cozinha o barulho dos carros  e fragmentos de conversas de pessoas que passavam na rua. O barulho da televisão baixinho, as teclas do computador da minha amiga na sala. E, enquanto lavava a loiça, o cheirinho dos queques foi invadindo a cozinha e eu sorria sozinha.

Há dias bons, e outros maus. 
No fim, lembro-me sempre só dos bons.


Ingredientes:
  • 1 courgette média
  • 1 c. sopa de linhaça amarela moída
  • 4 c. sopa de água
  • 200 gr de farinha
  • 150 gr de açúcar
  • 1 c. chá de fermento
  • raspa e sumo de 1 limão médio
  • 1 kiwi


Modo de fazer:
1 - Misturar a linhaça com a água num copo e esperar 10 min, até ficar uma pasta com aspeto gelatinoso.
2 - Ralar a courgette no ralador largo (não tirem a casca!). Juntar o sumo e a raspa do limão e metade do quivi partido em pedacinhos pequenos. Reservar. 
3 - Misturar a farinha, o açúcar e o fermento. Juntar a mistura de courgette e a pasta de linhaça e mexer tudo muito bem com uma colher de pau.
4 - Dispor a massa em forminhas de silicone para queques, enfeitar com um pedaço de kiwi (da metade que reservaram) e levar ao forno a 180ºC durante 30 min. 
São perfeitos para os lanches!



Rende 12 queques/muffins
Cerca de 126 kcal/unidade


8 comentários:

  1. Olá Anouska: não só estão lindos, como devem ser muito saborosos. Gosto de usar receitas doces com curgete e esta vai ser anotada.
    Bjn e força aí para os momentos menos bons.
    Márcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Prata da Casa!
      A courgette é mesmo boa para reduzir a gordura dos bolos :)

      Eliminar
  2. Humm, eu adoro kiwi, mas ninca fiz nenhum bolo com ele... Acho que vale a pena experimentar! ;)
    Gostei muita da receita, querida! Obrigada!
    Beijinhos** ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente não é um ingrediente muito comum em sobremesas :)
      Obrigada eu pela tua visita! É bom ter-te por cá ^^

      Eliminar
  3. Com o entusiasmo nem se pára para pensar... É como se idealizássemos uma situação, e essa idealização não permite aplicar as regras da realidade - parece impossível que um projecto vá ser um estorvo a outras coisas quando tudo em que se pensa é o quão fantástico vai ser. Acho que essa não adaptação do caso hipotético à realidade acontece em 2 casos: quando se está muito entusiasmado ou quando a hipótese é alguma coisa má. Portanto dá-te por muito contente ;)
    É, toda a gente odeia esse casalinho ;) a insegurança ainda é pior do que o medo... Ter receio do que vai acontecer até dá piada à coisa, não é o mesmo se fôr tudo certo... A dúvida (exagerada, que a auto-confiança também não ajuda muito) quanto às capacidades parece-me bem pior.
    Também não diria que não se largam um segundo - numa montanha russa não tenho grandes problemas de insegurança, só medo. Ou insegurança quanto às capacidades de quem construiu aquilo. Ou, melhor ainda, enjoo. Nem me lembro de ter medo, estou demasiado preocupada a ficar verde.
    As inseguranças não te podem impedir de fazer o que queres... Teres muito para aprender não as justifica. Toda a gente tem, mas tu és capaz! Inseguranças todos têm, também, ninguém confia em pleno em si próprio...
    Enfrentar as limitações é desagradável, mas não há maneira de teres a certeza de que o são até o fazeres. O melhor é que podem ser superadas ;)
    Toda a gente tem dias muito maus e dias muito bons, estou sempre a ler sobre isso em blogs haha :P Não sei se é uma epidemia, mas acho que é válido para todos. Eu acho que até depende mais do humor, ainda que haja condicionantes - se uma pessoa acorda bem disposta é só pensar positivo, senão corre tudo mal :)
    Haha :P desculpa, não pude evitar... Nunca vi o filme, mas parece um bom tratamento! Não tanto como os muffins, mas ninguém te pode julgar por não teres paciência para muffins nos dias "maus" ;)
    Odeio tanto não ter tempo para fazer nada! Planeio um monte de coisas e faço 1/3... Que nervos :P
    Eu não me lembro só dos bons! :P
    É estranho ver muffins em formas de silicone, normalmente vejo fotos com eles desenformados ou em formas de papel! Fica engraçado :) estão muito giros, com o kiwi por cima! Também acho que nunca fiz doces com kiwi, a não ser que pôr fatias de kiwi em cima de uma Pavlova conte...
    Eu acho piada a usar "ovos" de chia ou linhaça, é tão giro :) e também acho piada a que os tenhas posto nesse tabuleiro - eu quando tenho de pôr ponho no tabuleiro do forno, sem bordas, e não nesses :) por isso achei... Estranho! :)
    Os muffins parecem deliciosos, gosto da junção de cores - verde do kiwi, amarelo do limão (cores dos ingredientes, acho que o amarelo não se nota muito no produto final) e verde da courgette. Até dava uma boa conjugação para uma marca de iogurtes líquidos ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dias maus é mesmo do pior :) ainda bem que há sempre os dias bons a seguir :) Apesar das inseguranças e dos medos, mas faz tudo parte da vida, mesmo...
      A falta de tempo é o diabo :\ felizmente, com o passar dos anos aprendi a definir prioridades, e acabo os dias muito mais feliz que antes. Mesmo quando os dias não são assim bons por aí além....
      Gosto muito de substituir os ovos por linhaça ^^ fica muito mais saudável e de sabor fica muito bem! Pelo menos em queques...
      Realmente, a danone pode roubar-me a ideia, são capazes de ficar bons (apesar de detestar iogurtes liquidos, mas para quem goste!).
      Beijinhos Avelã :)

      Eliminar

Obrigada pela visita!