quarta-feira, 2 de julho de 2014

Granola de Amendoim e Coco


Depois de ter visto granolas um pouco por toda a blogosfera, decidi que era tempo de me aventurar também! Porque não? Afinal estou de férias (ou "pseudo-férias" porque ainda não recebi todas as notas e ainda não decidi se vou a algumas melhorias...), supostamente tenho tempo.


Isto porque eu achava que as granolas eram muito complicadas, levavam muitas voltas e tinham muitas hipóteses de correr mal. Nada mais errado! A granola faz-se num instante, dificilmente corre mal e o resultado é sempre delicioso. 

Esta foi a primeira combinação que fiz, com ideias retiradas de vários blogues mas baseada especialmente nesta aqui, do blogue "The Love Food".


O que gostei desta ideia das granolas caseiras é que, em primeiro lugar, podemos comer cereais de pequeno-almoço sem as quantidades absurdas de açúcar/adoçantes e gorduras que os cereais de supermercado têm; mas também porque são imensamente versáteis: podemos pôr lá o que quisermos e gostarmos mais.

Esta aqui, por ser pouco doce, foi comida sempre com leite de soja e passas ou então com fruta. Deliciosa e super crocante!

Ingredientes:
2 cháv. de flocos de aveia
1/3 cháv. de sementes de girassol
1/3 cháv. trigo sarraceno
sumo de 1 laranja
1/3 cháv. de mel
2 c. sopa de óleo vegetal
1 c. chá de aroma de baunilha
1/3 cháv. de coco
1/4 cháv. de amendoins descascados e picados grosseiramente.

Modo de fazer: 
Levar ao lume o sumo de laranja, o óleo e o mel, até este se dissolver bem. Reservar.
Numa tigela, misturar os restantes ingredientes. Ir juntando a mistura de sumo de laranja, óleo e mel mexendo com uma espátula/salazar. 
Dispor num tabuleiro coberto com papel manteiga e levar ao forno pré-aquecido a 200ºC durante meia hora. De 10 em 10 minutos, retirar o tabuleiro do forno e mexer bem a granola, para que não se queime e fique tostadinha por igual. 
Ao fim dos 30 min, deixar arrefecer completamente e guardar num tupperware ou caixa hermética.
Completamente viciante!


Rende cerca de 10 porções (boa sorte com isto eheh)
Cerca de 221 kcal/porção


4 comentários:

  1. Também ando para experimentar já há algum tempo. Ficou mesmo boa, tem tudo o que eu gosto :)
    Beijinhos

    http://miascuisinemf.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimenta, tenho a certeza que vais gostar :)

      Eliminar
  2. Ainda bem que vai dando para mais experiências :) eu acho que sou menos produtiva em tudo quando estou de férias - tenho muito mais tempo, mas faço menos. Deve ser recuperação do cérebro, certo? :)
    Espero que as notas sejam boas e não tenhas de "estragar" as tuas férias :) assim podes fazer mais coisas deliciosas como esta (e arroz doce ;) haha)
    Eu faço granola há algum tempo. Comecei por fazer doses normais, mas depois de umas semanas parece que todos os habitantes cá do sítio se transformaram em pássaros, e tive de começar a fazer com mais ou menos um quilo de aveia/centeio/cevada :P eram misturas em doses industrias, em bacias :P haha
    Pelo menos não havia problemas em guardar, porque metade desaparecia diretamente do tabuleiro ;) se ficar muito tempo longe de suco gástrico fica mole...
    Acabei por me fartar um bocadinho de fazer, até porque abandonei o meu pequeno almoço de iogurte natural com cereais (super bom) por outro qualquer (de que já não me lembro porque também já passou à história, bem como a restante meia dúzia de sucessores).
    É realmente fácil de fazer :) a única coisa chata é que não tem aqueles aglomerados da granola cheia de açúcar de compra... Aquelas pedras crocantes enormes que desaparecem no início e deixam as migalhas no saco (curiosamente na primeira fase - referidas pedras + frutos secos (assumo que tem frutos secos porque é obviamente a melhor) - come-se a granola em 2 dias, na segunda - migalhada - fica lá durante meses, contestando a sabedoria popular do "quando não há pão..." e formando uma confusão de pacotes com 10g de cereais). Gostava de fazer granola com esses pedaços :P fica crocante mas não com essas peças. Já tentei e estou mais perto, mas preciso de "trabalhar" nisso!
    (Há granolas de compra tãão boas :P)
    Normalmente o destino da minha granola era ser comida à mão ou no iogurte, porque sempre achei que no leite ficaria demasiado mole... Mas nessa foto parece bom! :)Desculpa estar sempre a voltar cá para responder, mas queria perguntar qual o primeiro prato em que gostaste de soja/tofu - se te lembrares, claro. Não consegui encontrar através do google o relato de alguém que tenha tido o mesmo caminho tortuoso com a leguminosa :P se calhar é melhor escondê-lo num monte de coisas, não?
    (Já agora: quando disse isso estava a pensar precisamente da manteiga de amendoim - da primeira vez deixei-a a um canto, da segunda adorei! :P)
    PS: pensei que com "sem hidratos de carbono" quisesses dizer sem massa/arroz/batata, esse tipo de coisas. Mas se querias dizer mesmo sem hidratos é difícil.... Todos os ingredientes da receita (excepto o azeite e os temperos, claro) "são" basicamente hidratos de carbono. Claro que não são tantos como nos tão insultados "arrozes" e companhia, mas que os têm têm, e bastante mais do que proteína ou gordura. :)
    Nunca fiz com sumo de laranja, mas deve dar um sabor especial :) tem muito bom aspeto, tostadinha como eu gosto :)
    (Realmente as porções são o mais complicado... Afinal nem tudo na produção de granola é assim tão fácil! Se calhar a reputação de complicada até vem daí :P)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A granola tem esse problema, desaparece num instantinho! E cá em casa vai tudo com a mesma rapidez: pedras grandes e migalhada, marcha tudo!
      Eu gosto muito de variar os pequenos almoços (enjoo-me facilmente de manhã se como sempre a mesma coisa), mas acaba por ser 3 dias seguidos granola alternado noutro dia por outra coisa qualquer... (hoje até foi granola ao lanche, estava-me a piscar o olho).
      Já respondi àquilo da soje e do tofu no outro comentário! deves ter sido um erro qualquer no coiso dos comentários. Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pela visita!