quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Bolo de Chocolate e Leite Condensado


Andava eu a arrumar uns papeis na minha secretária que antes era a secretária da minha irmã mas como ela agora mora com o namorado desarrumo o que é dela eheh quando encontro um papel com vários ingredientes pecaminosos como leite condensado, chocolate, manteiga...


E de repente fez-se "plim!" na minha cabeça! Este bolo foi feito no já distante mês de Dezembro e é tão bom que fiquei pasmada, não só por nunca o ter publicado aqui, mas também por já me ter esquecido sequer da sua existência.

A receita veio da página do facebook "Dias com Mafalda"  tinha um aspeto tão deliciosamente decadente e pecaminoso que eu, incentivada pela proximidade do Natal (perdida por cem, perdida por mil...), meti mãos à obra rapidamente. Foi um daqueles casos de desejo obsessivo que eu às vezes tenho com certas receitas em que até sonho com elas e não descanso enquanto não as fizer.

Mas claro, o bolo era de chocolate, e eu tenho um problema com bolos de chocolate como vocês sabem. O dito ficou demasiado cozido, e em vez do aspeto peganhento-nhanhado que devia ter assim que o cortávamos, ficou com um aspeto ressequido-duro-como-pedra. Até lhe pus um gelado às cavalitas, mas o aspeto (e sabor!) ficou ainda mais deprimente. Assim:

Assim.

Mas claro que eu não ia desistir. Depois de uma semana com o bolo na cabeça, no fim-de-semana a seguir tratei logo de o voltar a fazer (sob os protestos da minha mãe e irmã, que rezavam para que desta vez o bolo saísse como eu queria, ou teríamos de comer bolo de chocolate durante um mês inteiro) e desta vez o resultado foi bastante aceitável! Ainda não completamente perfeito mas (lá está!) eu tenho um problema com bolos de chocolate.


Prometi dar-lhe umas tréguas durante uns tempos e voltar a fazê-lo noutro dia. Dia que nunca aconteceu e já lá vão quase nove meses! A razão mais provável é que o meu cérebro recalcou esta receita por uma questão de sobrevivência, pois este bolo é mesmo irresistível.

Não deve faltar muito para o voltar a fazer :P 

Ingredientes:
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 c. sopa de manteiga
  • 200 gr de chocolate de culinária
  • 100 gr de manteiga
  • 3/4 cháv. açúcar amarelo
  • 1 c. chá de essência de baunilha
  • 1 cháv. farinha s/fermento
  • 5 ovos
  • 1 pta. de sal
Modo de fazer:
1 - Numa panela, levar ao lume o leite condensado com a colher de sopa de manteiga, até ficar espesso e descolar dos lados da panela (um bocadinho antes do ponto de brigadeiro!).

2 - Forrar o fundo de uma forma redonda sem buraco com papel manteiga. Pré-aquecer o forno a 170ºC.


3 - Derreter o chocolate com os 100 gr de manteiga, em lume baixo e mexendo sempre. Quando o chocolate estiver derretido, misturar o açúcar e a baunilha.


4 - Adicionar as gemas uma a uma, mexendo sempre muito bem entre cada uma. Juntar também a farinha e misturar. Reservar.


5 - Bater as claras em castelo com a pitada de sal.


6 - Incorporar as claras na mistura de chocolate.


7 - Agora é a parte divertida: deitar 3/4 da massa na forma, cobrir com a mistura de leite condensado espalhando um uma colher e tapar com a restante massa de chocolate.

1...

2...

3!

8 - Levar ao forno até a parte de cima do bolo estar firme (vai parecer que o interior está cru mas é assim mesmo!). A receita original pedia 30 min mas no meu forno isso é nitidamente demais.


9 - Desenformar e servir o bolo morno. Mnhami!



Rende 12 fatias
Aprox. 363 kcal/fatia 

4 comentários:

  1. Acho que agora quem vai ter insónias sou eu :-) Vou experimentar brevemente, AMO chocolate e tenho uma paixão doida por leite condensado, o que me foste arranjar... :-D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eheh experimenta que vale mesmo a pena! Beijinhos ;)

      Eliminar
  2. Infelizmente não tenho receitas em papel que possam dar histórias giras... só um bolo de caneca de que a minha mãe enjoou (aprendi a fazer e não sabia fazer mais nada, portanto podes imaginar o menu dos pequenos almoços surpresa super queridos), talvez um bolo de cenoura rabiscado (mas não tenho a certeza), um leite creme (o único doce que a minha avó alguma vez fez e portanto o lanche "surpresa" de todos os dias durante meses... até se deixar de vez não sei porquê. De qualquer das maneiras não gosto muito de leite creme. E a minha avó perdeu a receita.) e umas rabanadas épicas e cuja perfeição e triunfo sobre quaisquer outras são descritos ao pormenor quase todos os dias (só foi há tanto tempo que eu nem me lembro de provar, acho que tinha para aí 7 anos :P). Mais nada. Portanto não me parece que vá ter momentos de inspiração induzidos por papéis misteriosos, estilo mapa do tesouro. Que pena.
    (Acho que não ter de passar receitas compensa, porque é a maior seca de sempre. Um tablet é extremamente útil para seguir receitas!)
    (acabei de me lembrar - também há uma recém-adquirida receita de uma espécie super-pudim (*musiquinha heróica*). Esquece aquilo de não ter papéis bons! ;))

    Quando fazia doces com a minha tia + prima + irmã nós também tínhamos um fraquinho por coisas com leite condensado nos ingredientes. Tem uma textura e uma cor tão giras! Também era porque a minha prima gostava de comê-lo, mas não vou revelar publicamente os podres da minha família ;)
    Também me acontece isso de desenvolver uma fixação por uma receita e estar uma semana a pensar nela, mas normalmente adio e a "chama" acaba por se extinguir (sim, é romântico) e passo a estar obcecada com outra receita. Depois ao ver os "arquivos" de receitas a fazer reencontro algumas, lembro-me do quão próxima estive de fazer aquilo e nem acredito que nunca cheguei a experimentar! :P e esta é a história de 200 receitas renegadas e enterradas numa extensa lista de umas 20000 receitas organizadas por etiquetas.
    Não gosto muito de bolos de chocolate, mas tenho uma receita boa e chega-me :) realmente esse não é propriamente o aspeto que se quer de um bolo de chocolate húmido, mas ainda bem que fizeste a segunda tentativa. Por este andar da próxima vez que fizeres vai estar perfeito ;)
    (capacidade de reação em situação de emergência: perfeita. Quem olha para o bolo com essa bola de gelado aí? ;))
    É mesmo mau quando um bolo sai mal, mas não tão mal que não se possa comer... Quem é que gosta de comer bolo medíocre por obrigação? Ainda por cima com aquele gostinho humilhante e malévolo a falhanço... :P Por acaso até tenho "sorte", normalmente ou faço alguma coisa estrondosa ou alguma coisa que tem de ir para o lixo.
    Eu não diria que ainda precisas de aperfeiçoar o bolo, porque de aspecto está ridiculamente bom :) bem húmido e "a desfazer-se" (o que aliado a chocolate dá sempre um ar irresistível!)... Acho que perdeste o direito de falar sobre falta de jeito para bolos de chocolate!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Coitada, que overdose de bolo da caneca não deve ter sido ao ponto de o enjoar! :P eu encontro papelinhos porque assento receitas que me parecem giras, depois faço-as e às vezes esqueço-me de deitar os papeis no lixo :P enfim! Quero essa receita do super-pudim, deixaste-me curiosa! (se bem que não sou muito dada a pudins, mas pelos vistos a nossa relação blogosférica é fazer-nos experimentar receitas que pensamos não gostar por aí além...)
      O leite condensado foi inventado por anjinhos, mas houve um anjo desastrado que lhe escorregou a mão e ele veio parar à terra por puro lapso :P
      Realmente, com uma bola de gelado em cima qq sobremesa fica perfeita :P disfarça tudo!
      Oh pah, que sorte, eu faço de tudo: coisas deliciosas, coisas medíocres, coisas mázinhas e coisas horriveis! É conforme calha... acredita, aquele 1º bolo sabia a falhanço mesmo :P
      A foto foi tirada no angulo certo... para a próxima sairá ainda melhor, espero ;) Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pela visita!